Chapadão do Sul/MS

EMACS segue operando com dois secadores após incêndio que destruiu 120 toneladas de milho em Chapadão do Sul

A Emacs (Empresa Armazenadora Chapadão do Sul) segue operando com dois secadores com capacidade de 40 toneladas cada após o incêndio que destruiu cerca de 120 toneladas do grão no último dia 23 de maio. O prejuízo ficou na casa dos R$ 2,3 milhões. Este tipo acidente é comum neste tipo de atividade em todo o Brasil. Quando os funcionários detectam o fogo já é quase impossível apagar porque queima por baixo, onde a água despejada pelo Corpo de Bombeiros não consegue chegar. Há vários registros em cidades produtoras de grãos.
Há projetos mais modernos que possibilitam uma ação mais eficiente do Corpo de Bombeiros. Nesta ocorrência – além dos bombeiros – teve o apoio de veículos e homens da prefeitura, Iaco Agrícola e proprietários rurais das imediações. Os secadores modernos são construídos com projetos de segurança atualizados para estes casos de incêndio, facilitando o acesso e o uso dos equipamentos. A manutenção também é uma prática que precisa ser atualizada para evitar acúmulos de grãos em pontos estratégicos do secador. Resíduos acumulados podem entrar em combustão espontânea

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também