Chapadão do Sul/MS

Ministério Público instaura inquérito para apurar suposta improbidade de vereadora em Chapadão do Sul.

      O 1º Secretário da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, Alírio Bacca,  fez a leitura do Inquérito Civil Público instaurado pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça, Matheus Macedo Cartapatti,  sobre suposta irregularidade no acúmulo de cargo público e mandato eletivo da vereadora Katiusce Nogueira. Segundo o documento a parlamentar se ausentou nos dias 23 e 26 de fevereiro das funções de psicóloga lotada na secretaria Municipal de Educação sem justificativa e o conhecimento de seus superiores, caracterizando possível ato de improbidade administrativa.

Na sessão  desta segunda-feira a vereadora fez uma longa explanação de sua defesa e levou vasta documentação sobre sua atuação como funcionária pública ao longos dos anos. A parlamentar foi procurada para dar a versão e vai se posicionar oficialmente sobre o assunto ainda hoje. Já a assessoria jurídica do Poder Legislativo destacou que uma  Comissão fará a análise da apuração dos supostos atos de Improbidade Administrativa.

Logo a seguir a vereadora  será convidada a apresentar defesa  e a comissão fará relatório se considera os fatos quebra de decoro parlamentar (ou não) através de julgamento em plenário. Na fundamentação  do Inquérito Civil o promotor destaca a importância na apuração dos fatos em eventual dano ao patrimônio público. O foco do inquérito é apurar eventual incompatibilidade acumulação de cargos públicos e possíveis atos de improbidade administrativa.

O secretário Municipal de Educação Guerino Périus – superior imediato da vereadora – também será notificado a comparecer no Ministério Público Estadual onde será ouvido sobre o caso.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também