Chapadão do Sul/MS

PARENTES de desaparecidos em Chapadão do Sul e cidades da região poderão fornecer material genético para formar banco de dados de DNA

PARENTES de desaparecidos em Chapadão do Sul e cidades da região poderão coletar material genético para abastecer um banco de dados com material que possibilitará futuras localização através do DNA. A informação foi confirmada em rede social pelo perito criminal de Costa Rica, Rodrigo Wenceslau, sobre a criação da Rede Integrada de Banco de Dados de Perfis Genético. De 14 ao 18 de junho o material será coletado na Delegacia Geral de Perícias de Costa Rica dos parentes em primeiro grau que há anos buscam desaparecidos em MS e  outros estados brasileiros.

A coleta de material genético será inserido num banco de dados integrado com outras unidades da União. O agendamento poderá ser feito pelo telefone (67) 32471416. Serão exigidos documentos pessoais e Boletim de Ocorrência (conforme o caso). Caso o interessado tenha algum objeto usado pelo parente também poderá ser entregue aos peritos na Delegacia Geral de Perícias de Costa Rica na rua Ambrosina Pães Coelho, 1355 (Centro)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também