IDOSA perde R$ 1 mil no golpe do carro quebrado na BR aplicado em Chapadão do Sul. Duas pilantras foram presas pelo mesmo crime no MT

Publicada em 06/12/2017, lida 1683 vezes.

      Uma idosa de 69 perdeu R$ 1 mil ao cair no golpe do “parente que quebrou o carro na estrada”.   Esta é um dos truques mais usados e noticiados  na mídia nacional – incluindo Chapadão do Sul - mas pessoas do boa fé seguem sendo as principais vítimas. A vítima registrou queixa na delegacia de polícia contando que  recebeu uma ligação no dia  de dezembro de uma pessoa dizendo ser um amigo que estava vindo de longe. Ela não conseguiu distinguir quem era, mas na manhã seguinte ligou novamente e a idosa acabou revelando um nome da família que passou a ser usado pelo “nó cego”.

O malandro começou a dominar a situação e disse estar vindo para Chapadão do Sul quando o carro quebrou. Pediu o depósito de R$ 1 mil para pagar o mecânico  e devolveria quando chegasse. Informou  a Agência 3340 op 13 Conta: 00018006-7 no nome de Elisabeth Lima da Silva na CEF (Caixa Econômica Federal)   

GOLPISTAS PRESAS - A Polícia Judiciária Civil prendeu duas mulheres acusadas de integrar uma quadrilha responsável por aplicar o golpe do carro quebrado. As suspeitas Dinalva Soares dos Santos (30) e Jhainnifer Matos Silva (29)  foram autuadas em flagrante pelo crime de estelionato em Barra do Garças (MT).  

Foram em cana próximas à agência do Sicredi local, depois sacar R$ 2,5 mil depositados por uma vítima da cidade de Cantagalo, no Paraná, que contou a Polícia Civil de Mato Grosso, que tinha recebido ligação de uma pessoa que, acreditando ser seu sobrinho, informou que estava com o carro quebrado na estrada e precisava do dinheiro para pagar o guincho e o mecânico. Ao atender ao telefone, o golpista foi logo chamando a vítima de tio

Convencida que se trata de um parente próximo, a vítima sensibilizada depositava o dinheiro na conta corrente em nome de Dinalva, na agência do Sicredi de Barra do Garças. A mulher recebia uma comissão de R$ 200 para cada R$ 1 mil depositado. O restante do dinheiro era repassado para sua comparsa Jhainnifer, responsável por depositar o dinheiro na conta do Cabeção, com quem tem um relacionamento.  Em interrogatório, as suspeitas contaram que há menos de dez dias haviam retirado do banco R$ 3.750,00, depositado por outra vítima que caiu no golpe, no Estado do Rio Grande do Sul. 

IDOSA perde R$ 1 mil no golpe do carro quebrado na BR aplicado em Chapadão do Sul. Duas pilantras foram presas pelo mesmo crime no MT

Comentários desta notícia